Presidente marca eleições para 10 de março e dissolve Assembleia da República

O presidente da República anunciou, esta quinta-feira à noite, a decisão de dissolver a Assembleia da República e marcou novas eleições legislativas para o dia 10 de março, depois de ouvir o Conselho de Estado.

“Fi-lo por decisão própria e por várias razões”, explicou ao País Marcelo Rebelo de Sousa, sublinhando a “fraqueza do Governo” nesta crise, podendo levar a um “governo presidencial” e a uma dissolução tardia da Assembleia da República. Clarificou que não quis manter um Governo PS sem Costa, com outra figura do partido em primeiro ministro, indo contra a proposta socialista de nomear um novo primeiro-ministro.

Justificou a data de 10 de março para dar tempo aos socialista de se reorganizarem.