Variantes de S. Eulália e Ponte das Hortas aguardam aprovação ministerial

A Câmara de Elvas e a Infraestruturas de Portugal aprovaram e assinaram um memorando de entendimento para eliminar a passagem de nível na Ponte das Hortas e criar uma variante ao túnel de Santa Eulália.

Rondão Almeida, presidente da Câmara de Elvas, começa por explicar que esse memorando ainda vai ter que ser aprovado por dois ministérios. “O Ministério das Infraestruturas e o Ministério da Economia têm que aprovar. A Infraestruturas de Portugal há bastante tempo que tem vindo a dialogar comigo, para eliminar a passagem de nível da Ponte das Hortas, e eu disse que então também temos que resolver o problema do nosso túnel de Santa Eulália, por baixo da linha férrea, onde os veículos pesados não podem passar”, adianta o autarca.

“A Câmara de Elvas fica responsável por tudo e, no fim, o Instituto das Infraestruturas irá pagar as obras que foram feitas. Depois, a Infraestruturas de Portugal paga à Câmara essa despesa: isso é o que diz o memorando assinado em Lisboa”, adianta o presidente da Câmara de Elvas.

Rondão Almeida aguarda que o memorando tenha aprovação ministerial, para depois consultar a população: “só depois de aprovado pelos ministérios é que vamos consultar as populações; até lá apenas temos um memorando de entendimento para resolver um problema de investimento”.