250 milhões de euros para apoiar produção nacional

O Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN), até à data, aprovou um total de 1701 projetos, dos quais 53 são no Alentejo. Estes projetos representam um investimento total de 250 milhões de euros – 123 milhões correspondem a fundos europeus – e permitiram a manutenção de 19.668 postos de trabalho, como revela a informação prestada pelo Ministério da Coesão Territorial. Cerca de um terço dos projetos aprovados localizam-se no interior: 577.

O PAPN tem como objetivo estimular a produção das micro e pequenas empresas e, simultaneamente, reduzir a sua dependência face ao exterior, promovendo a melhoria da produtividade num contexto de novos modelos de negócios, mas com o compromisso de não reduzir os postos de trabalho. O programa foi lançado com uma dotação inicial de 100 milhões de euros e teve uma procura seis vezes superior, refere o Governo.

Apoia investimentos que permitam alterar os processos produtivos das empresas e apoiá-las na transição digital e energética, incluindo investimentos em maquinaria e equipamentos, serviços tecnológicos/digitais e sistemas de qualidade e de certificação.