“Bravafición”: largadas de regresso a São Vicente a pedido da população

São Vicente e Ventosa, no concelho de Elvas, dois anos depois, volta, a partir desta sexta-feira, dia 15, e até segunda, 18 de outubro, a ser palco de várias iniciativas dedicadas à tauromaquia, com a organização da primeira edição do festival “Bravafición”.

O evento conta com três largadas de touros, a primeira delas marcada para as 21 horas de hoje, e uma tourada à vara larga, amanhã, na praça de touros da freguesia, às 17 horas. No domingo, a largada tem início às 17 horas e na segunda-feira às 21.

Este festival, revela Andresa Garriapa (na foto), responsável pela organização, juntamente com o namorado, Diogo Serpa, surge pelo facto da população desta freguesia do concelho de Elvas, na sua generalidade, ser adepta deste tipo de eventos, ligados aos touros, e por já sentir falta destas iniciativas. “Estamos parados há mais de dois anos. As pessoas têm vontade e precisam disto. Foi por aí que nós decidimos arrancar com o festival”, explica.

Realizar, depois desta primeira, mais edições do festival e ir melhorando, ao longo do tempo, é o principal objetivo, até porque, para São Vicente, largadas “nunca são demais”. As três largadas vão decorrer na Rua Nova do Poente, ou da escola, como é mais conhecida.

Ainda a viver-se uma pandemia, Andresa Garriapa apela àqueles que queiram assistir às largadas e à tourada para que tenham todos os cuidados e que usem máscara. “Não podemos exigir o uso de máscara, porque é um evento ao ar livre, mas apelamos para que as pessoas a usem, porque todo o cuidado é pouco”, diz ainda.

As entradas, em cada uma das largadas, e na tourada, amanhã, têm o custo de três euros. A organização, para além da Ganadaria Irmãos Serpa, conta ainda com o apoio da Junta de Freguesia de São Vicente e Ventosa e da Câmara Municipal de Elvas.

O evento está autorizado pela Direção-Geral da Saúde e licenciado pela GNR.