Diário do Euro 8-07-2024

Nesta segunda-feira, mais uma edição do Diário do Euro.

Com o quadro das meias-finais já preenchido, o primeiro jogo tem lugar já amanhã à noite, entre a Espanha e a França.

Da equipa francesa já tínhamos falado, antes de defrontar Portugal, pelo que hoje vamos falar da Espanha.

A Espanha já ganhou três vezes o Europeu, em 1964, na segunda edição da prova, que se realizou em Espanha, graças a uma vitória diante da União Soviética por 2-1; depois foi preciso esperar por 2008, onde os espanhóis venceram a Alemanha por 1-0; e 2012 onde venceram a Itália por uns claros 4-0.

Este Europeu, o conjunto espanhol é treinado por Luís de la Fuente.

De la Fuente jogou a maior parte da carreira no Atletic de Bilbau, tendo passado ainda pelo Alavés e Sevilha. Como treinador esteve primeiro no Atletic B e passou depois para a seleção de juniores espanhola, os sub-19, tendo alcançado o titulo europeu da categoria. De seguida treinou a seleção sub-21, onde De la Fuente foi também campeão europeu.

Nos seniores, desde 2023 conseguiu vencer a Liga das Nações e agora pode repetir o feito com a equipa principal.

A Espanha apurou-se nas eliminatórias do Euro, no Grupo A, em primeiro lugar, apenas com uma derrota, diante da Escócia, tendo vencido todos os outros encontros diante da Noruega, Geórgia e Chipre.

Na Alemanha, os espanhóis ficaram num grupo difícil e venceram todos os jogos, o primeiro logo com a Croácia, por 3-0; a Itália atual campeã, por 1-0 e a Albânia pelo mesmo resultado, mas com um onze recheado de jogadores pouco usados, pois a equipa já se encontrava classificada e houve oportunidade de rodar jogadores.

Nos oitavos, saiu à Espanha a equipa da Geórgia que começou por assustar os espanhóis, já que através de um contra-ataque, Le Normand fez autogolo e a equipa espanhola tremeu durante 20/25 minutos, período durante o qual os georgianos podia mesmo ter feito 2-0, até que a seleção espanhola reagiu e fez o empate, depois na segunda parte a formação do Pais vizinho deu um autêntico show e venceu por 4-1.

O maior adversário viria a seguir nos quartos-de-final, nada mais nada menos que a Alemanha, Pais anfitrião que tudo fez para se manter em prova, desde logo com o público em grande superioridade no Estádio. A seleção espanhola mostrou que é a maior candidata a vencer a prova, com um jogo muito eficiente e objetivo, tendo marcado por Dani Olmo, sofrido o empate alemão em cima dos 90 minutos, adiando a decisão para o prolongamento, onde Merino fez o 2-1 que classificou a Espanha para a meia final de amanhã.

Só faltam três jogos para acabar o Euro 2024, no dia 14 de julho, em Berlim.

Confira os nossos palpites para os dois jogos das meias-finais.

O patrocínio deste podcast é de: