Creche da Terrugem: são precisas nove inscrições para a reabertura

A creche da Terrugem poderá reabrir portas, em caso de existência de número suficiente de crianças inscritas, voltando, nesse caso, a funcionar nas instalações da Associação de Beneficência “Amigos da Terrugem” (ABAT).

A viabilidade da reabertura da creche esteve em cima da mesa, numa reunião que aconteceu ontem, 6 de julho, entre o presidente da Câmara de Elvas, Rondão Almeida, o presidente da União de Freguesias de Terrugem e Vila Boim, Manuel Bandarra, e a presidente da direção da ABAT, Paula França.

Quanto a creche encerrou, lembra Paula França, a valência era frequentada por cerca de seis crianças, o que “não era financeiramente viável”. Agora, adianta, a ABAT está a aceitar inscrições, ainda que condicionadas. “Vamos falar com as pessoas e tentar perceber o número de crianças que vamos ter inscritas, para ver a possibilidade de abrir, ou não, a creche”, explica.

Para que esta valência possa reabrir, explica ainda Paula França, serão necessárias, pelo menos, nove inscrições: “temos acordo com a Segurança Social para nove crianças, portanto, a partir daí, é possível reabrir”.

Os pais interessados em inscrever os seus filhos, até aos três anos de idade, têm até ao próximo dia 20 para manifestar o seu interesse de integração das crianças nesta valência, junto da ABAT, na Rua das Laranjeiras, no Bairro de Santo António.

De recordar que a creche da ABAT encerrou, motivando o descontentamento de alguns pais, a 30 de setembro de 2020.