Município de Évora revê Plano de Urbanização e pede participação

O Município de Évora iniciou a revisão do Plano de Urbanização da cidade. Consciente da importância de auscultar os cidadãos e apostar em novas metodologias de democracia participativa, o Município está a encetar um amplo Processo Participativo para a elaboração deste documento de importância estratégica decisiva para o futuro de Évora.

Assim, teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, nesta segunda-feira, dia 23, a primeira sessão plenária e depois, no dia 6 de junho, no mesmo local e hora, a primeira sessão presencial. O Município eborense pretende que “o Processo Participativo seja intenso, conceptual e pedagógico”.

Nestes fóruns, os eborenses são convidados a partilhar memórias das comunidades e lugares, identificar oportunidades e problemas do seu território, e apurar propostas para a sua resolução. Neste processo, dar voz às crianças e jovens – cidadãos não só do futuro mas também do presente – é fundamental, pelo que serão desafiadas as comunidades escolar e universitária a participar neste processo. Também os atores especializados – técnicos municipais, agentes institucionais e privados executantes – serão convidados a dar o seu contributo.

No final do processo, os cidadãos foram convidados a propor ações experimentais onde, em iniciativas de baixo custo e rápida concretização poderão experimentar algumas das propostas apuradas no decurso das sessões, num momento de celebração do trabalho participativo e do seu contributo para a melhoria do futuro da cidade de todos.