Ministra Ana Abrunhosa inaugura exposição em Évora

“Aromas que nos Guiam” é o título da exposição da Direção Regional da Cultura (DRC) do Alentejo e Fundação Nossa Senhora da Esperança, que convida a reviver aprendizagens de épocas distantes, a conectar o ser humano com a Natureza, e a promover acessibilidades e inclusão. A inauguração da exposição conta com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, amanhã, dia 19, quinta-feira na Galeria da Casa de Burgos (Évora).

“Aromas que nos Guiam” é uma exposição educativa que visa despertar o interesse de diferentes gerações para a integração do Homem como parte da Natureza, a relação entre ciência e arte, o fim das fronteiras delimitadas apenas pelo consumo e pela ideia desenfreada do progresso sem limites.

Esta mostra convida-nos a reviver aprendizagens de épocas distantes, principalmente através do olfato, mas também do tato, do paladar, da audição e da visão. O que se propõe é relembrar que os seres humanos são parte integrante da Natureza e não entidades separadas desta.

A iniciativa resulta de uma parceria entre a DRCAlentejo e a Fundação Nossa Senhora da Esperança, sediada em Castelo de Vide, em cuja sede se encontra instalado o Museu de Tiflologia que, de forma pioneira, tem dedicado as suas atividades à comunidade de invisuais e de indivíduos de baixa visão, indo ao encontro da estratégia global para as acessibilidades e inclusão que pretende a promoção das acessibilidades para a população em geral, tendo em conta as suas diferenças.

Ao associar-se a esta exposição, a DRCAlentejo pretende cumprir o determinado na referida estratégia, nomeadamente promover o seu acesso a públicos diferenciados, dar a conhecer o que se está a fazer e o que se pode ainda fazer na área da inclusão e despertar o interesse e a sensibilidade da população em geral e dos jovens em particular para estas questões.  A DRCAlentejo participa ainda na organização de uma itinerância de “Aromas que nos guiam”.