Orçamento de Portalegre é 36 milhões de euros em 2022

A Assembleia Municipal de Portalegre aprovou, por maioria, com os votos favoráveis da coligação PPD/PSD.CDS-PP e da CLIP e com a abstenção dos eleitos do PS e da CDU, as Grandes Opções para 2022, o Plano Orçamental Plurianual e o Orçamento Municipal, no valor de 29,8 milhões de euros. Acresce a este valor o orçamento dos Serviços Municipalizados de Águas e Transportes (SMAT), num total 5,9 milhões de euros, aprovado pela Assembleia Municipal, com a maioria de votos a favor da coligação PPD/PSD.CDS-PP, da CLIP e do PS e a abstenção da CDU. Desta forma, o orçamento municipal totaliza 35,7 milhões de euros, o que se traduz num aumento de 4,65% em relação ao orçamento corrigido que vigorou em 2021.

Este exercício, segundo o Município portalegrense “procura potenciar o crescimento e o desenvolvimento do território por via da maximização de recursos através de candidaturas a todas as fontes de financiamentos disponíveis”. Os documentos previsionais presentes na Assembleia Municipal “exprimem a estratégia que irá orientar a política municipal para o próximo ano, privilegiando a transparência, o equilíbrio e o rigor na gestão dos bens públicos”.

Para 2022, a Câmara Municipal de Portalegre pretende dar “continuidade aos investimentos em curso, que visam capacitar os serviços prestados à população, reabilitar e beneficiar edifícios, infraestruturas e espaços públicos, melhorar as condições ambientais e promover a segurança”, como a requalificação da Escola Básica Cristóvão Falcão, Centro Social e Jardim de Infância de São Cristóvão, reabilitação das áreas de apoio sociocultural do CPT do Bairro Social do Atalaião, reabilitação e reconversão do edifício dos Antigos Paços do concelho para Centro Documental de Património e do Centro de Convívio Social do Centro Histórico de Portalegre, requalificação da piscina municipal dos Assentos, expansão da Área de Acolhimento Empresarial de Portalegre, execução de rotunda na EN 246 para acesso à Zona Industrial de Portalegre, qualificação da área de acolhimento empresarial de Portalegre e Centro de Interpretação do Complexo Turístico da Quinta da Saúde.