Exposição de chocolate para ver em Montemor até dia 22

A Melgão Cacau e Chocolates inaugurou uma exposição de chocolate que estará patente até dia 22 de dezembro, em Montemor-o-Novo.
O chefe pasteleiro, especializado em chocolate e bombons, António Melgão explica que, “a exposição tem quatro peças, em chocolate, uma alusiva à época em que vivemos, o Natal e as outras três têm a ver com aquilo que é a Melgão Cacau e Chocolates, o ambiente em que estamos inseridos, o que fazemos”, acrescentando que, para além destas peças feitas em chocolate, devido aos vários pedidos para visitar a fábrica, “temos também uma exposição de todo o processo que nós fazemos aqui, na nossa fábrica, do cacau ao chocolate”.
O chefe revela que todas as peças levaram muito tempo ser feitas, até porque as dificuldades existentes “não são só a conceção da peça em si mas também a dificuldade do seu estudo”, adiantando que como são feitas “em chocolate, um produto quebradiço, tem dificuldade por isso mesmo, pelo equilíbrio que se tem de ter, para que a própria estrutura do chocolate não parta”, acrescentado ainda a estes fatores, a dificuldade de terminar os acabamentos pintados, sem que se estrague o trabalho já feito.
Olímpio Galvão, presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo reforça que esta é uma excelente forma de apoiar a economia local, que foi fortemente afetada pela pandemia, acrescentando que esta “é uma exposição que vale a pena todos os montemorenses visitarem, trazerem as famílias, os seus amigos, provarem os chocolates, várias versões e percentagens de cacau”.
Em representação da União de Freguesias de Nossa Senhora da Vila, Bispo e Silveiras, o vogal, André Banha, reforça que “ estes eventos fazem falta e estes são uma mais-valia”, adiantando que uma exposição como esta, em Montemor-o-Novo “num território desconhecido a nível do chocolate”, é benéfica, promovendo ainda a vertente turística, trazendo novos visitantes ao concelho.
Para António Pinto Xavier, vereador da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, este é um evento importante por duas razões, “tem importância local e de proximidade pessoal para que os montemorenses possam entender aquilo que o António Melgão tem vindo a desenvolver nos últimos anos”,  dando vida a um espaço que estava há muito abandonado, tendo sido desenvolvido “pelo António um projeto muito ambicioso que promove postos de trabalho, promove a nossa terra e vai, espero eu no futuro, ter uma vertente turística”.
Gonçalo Carvalho, pasteleiro e braço direito do chefe António Melgão na tarefa de construção das peças da exposição revela algumas das dificuldades que surgiram ao trabalhar o chocolate, tais como “estudar a dinâmica da peça, trabalhar o chocolate para ele cristalizar e não partir”, reforçando que este tipo de iniciativas são “importantes para a marca e para o município”.

A exposição estará patente até dia 22 de dezembro, das 10 horas às 16 horas, tendo durante a visita a possibilidade de provar alguns produtos característicos desta marca montemorense, como trufas, chocolate quente ou bombons. O chefe António Melgão deixa ainda o convite a todos os interessados em visitar a exposição para aprender também sobre “o processo do chocolate”, desvendando que esta “é uma exposição diferente daquilo a que estão habituados”.