“É um orgulho estar ligado a esta candidatura desde o primeiro momento”, diz Ceia da Silva

Durante os anos em que esteve à frente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva (na foto) acompanhou o processo de elaboração do dossier de candidatura das Festas do Povo a Património Cultural Imaterial da UNESCO.

Após a aprovação desta candidatura, o atual presidente da CCDR Alentejo recebeu esta notícia “com muita emoção. Em primeiro lugar porque tenho muitos amigos em Campo maior. Por outro lado, fui eu que comecei a candidatura das Festas do Povo, assim como outras. Para mim é um orgulho enorme porque não é só a classificação, mas também o facto de ter estado ligado à candidatura desde o primeiro momento. Foram muitas horas, dias e anos de trabalho árduo. Não foi fácil mas atingimos os objetivos que o povo de Campo Maior merece”.

Ceia da Silva remata referindo que “as Festas do Povo de Campo Maior já eram Património Mundial. Agora foram reconhecidas pela UNESCO o que faz com que a região do país com mais locais e mais bens com este reconhecimento”.