Centro Cultural de Campo Maior: 18 anos de histórias, acontecimentos e formação

Foi a 22 de novembro de 2003 que o Centro Cultural de Campo Maior abriu as suas portas, para proporcionar, aos campomaiorenses e não só, os mais diversos tipos de eventos culturais, mas também de formação. Hoje, este espaço municipal está de parabéns porque completa 18 anos de existência.

Para Luís Rosinha, presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, são 18 anos de “muitas histórias, de grandes acontecimentos culturais e de formação, são 18 anos em que aquele espaço tem tido um brilhantismo fantástico para a vida da comunidade campomaiorense, e não só”. O presidente tem esperança de que, com o atingir da maioridade, este espaço “continue e perpetue, daqui em diante com o mesmo sentimento”.

“Queremos cada vez mais acontecimentos culturais, e exemplo disso é a mudança que fizemos este mês, e que virá no próximo também, em que queremos retomar e voltar a ter gente, neste espaço cultural, porque no último ano e meio a pandemia não o permitiu”, relembra o presidente.

Luís Rosinha aproveitou também para relembrar todos aqueles que, nestes 18 anos, passaram por este espaço, “desde técnicos a estruturas políticas anteriores, porque todos foram importantes para que este espaço fosse uma referência, em Campo Maior, e não só.

O município, para assinalar a data não tem qualquer comemoração para hoje, uma vez que ao longo deste mês, o aniversário, tem vindo a ser comemorado com diversas iniciativas, principalmente aos fins de semana. “Considerámos que, este mês, deveria ser o mês de referência para assinalar estes 18 anos, pelo que perspetivamos um programa cultural”.

Centro Cultural de Campo Maior que comemora hoje os seus 18 anos.