Higino Maroto prepara-se para lançar novo livro de poesia

Higino Maroto está prestes a lançar um novo livro de poesia: “Maresia ao Luar”. Trata-se de uma obra com 73 poemas, distribuídos por 132 páginas.

Este novo trabalho, revela o autor, natural de Barbacena, foi escrito no espaço de um ano, sendo quase uma expansão do seu último livro do mesmo género literário, “O Tempo”. “Os temas são basicamente os mesmos, mas há uma evolução na minha própria maneira de escrever e de sentir alguns deles”, começa por dizer.

O “poeta do amor”, como é chamado pela poetisa Maria Dórdio Dimas, que escreveu o prefácio deste novo livro de Higino Maroto, revela que “Maresia ao Luar” é repleto de poemas dedicados ao amor nas suas mais variadas formas. “Os meus poemas são poemas de amor: amor às pessoas, amor físico, amor à companheira, à mulher, aos filhos, mas também à vida, ao desenvolvimento social, amor a uma situação de maior igualdade entre as pessoas, amor pela realização da pessoa humana, que abarca aqui todos os temas que depois se possam conjugar com isto”, explica o escritor.

Um dos sonetos deste novo livro, que tem o mesmo nome da obra, “Maresia ao Luar”, foi já transformado em canção, por Rui Moniz, adianta Higino Maroto. Este é já o nono poema do autor de Barbacena que o músico transforma em tema musical. Já a capa do livro é da autoria do pintor e multifacetado homem das artes José Valentim, até porque, segundo Higino Maroto explica, procura sempre unir várias expressões artísticas aos seus trabalhos.

O lançamento da obra está previsto para final deste mês, mas ainda sem data definida. De recordar que Higino Maroto é o autor de romances como “Um Mês (In)completo”, “Barbacena, Meu Amor!” e “Rio Revolto”; e dos livros de poesia “Longos Caminhos”, “Dos Afectos”, “Para Lá do Amor” e “O Tempo”.