Festa da Vinha e do Vinho regressa a Borba diferente do habitual

Já decorre, em Borba, a edição 2021 da tradicional Festa da Vinha e do Vinho, depois de um ano de interregno e, desta feita, com algumas novidades.

Para além de um menor número de dias de certame, a festa, inaugurada na manhã desta quarta-feira, 10 de novembro, estende-se para além do pavilhão de eventos da cidade, chegando ao centro de Borba. São essas diferenças que o presidente da Câmara, António Anselmo, começa por destacar, assegurando que, o mais importante, é continuar promover Borba e todos os produtos da região. Para além de promover o vinho e a vinha, dos “setores mais importantes” no concelho, o evento procura promover também “a gastronomia, os enchidos e os azeites”.

“Queremos que as pessoas venham a Borba, se sintam bem e aproveitem o que Borba tem de bom e, acima de tudo, as pessoas, que são uma maravilha e sabem receber muito bem”, assegura o autarca.

Apesar dos inconvenientes que daí possam resultar, António Anselmo explica que o Município convidou, a participar no certame, todos os expositores do concelho, sem exceção. “Poderá ter, em termos futuros, alguns inconvenientes, mas cá estaremos para tentar compensar e resolver”, garante.

Com o objetivo de ser justo para todos, António Anselmo assegura ainda que se pretende que os empresários e expositores, estejam eles dentro ou fora do pavilhão, possam sair beneficiados desta edição do evento.  Se estes novos moldes do certame não resultarem, no final, será feito o balanço e, se necessário, “tudo repensado de novo”, garante o autarca.

Presente na inauguração do certame esteve, entre outros, o presidente da Câmara de Estremoz, José Sádio, que garante ser importante que estes eventos, aos poucos, sejam retomados. “É natural que os municípios, gradualmente, comecem a retomar a sua atividade e vejo este certame com grande apreço”, comenta, assegurando que, à semelhança da Cozinha dos Ganhões, em Estremoz, esta Festa da Vinha e do Vinho, têm em vista promover a cultura e as gentes de Borba.

O cartaz musical, com entrada livre e lotação limitada, integra as atuações de Luís Trigacheiro hoje e José da Câmara amanhã, ambas às 21.30 horas. Matay atua na sexta-feira e Bárbara Bandeira no sábado, com os dois espetáculos marcados para as 22.30 horas. Zé Amaro atua no domingo, às 17 horas.