Número de incêndio rurais é o mais baixo dos últimos dez anos

O número de incêndios rurais nunca foi tão baixo, nos últimos dez anos, como entre 1 de Janeiro e 31 de Agosto deste ano.

“Esta realidade é transversal a todo o país e, felizmente, o distrito de Portalegre também convive com ela. Foram realmente dos melhores anos e, em alguns parâmetros, o melhor ano. Tivemos apenas 50 por cento de incêndio no comparativo da média dos últimos dez anos e, no que diz respeito a área ardida, aproximamos de cerca de 60 por cento da média dos últimos dez anos. São fatores que demonstram o trabalho que vem sendo feito e que por vezes não é visível de um ano para o outro, e mostram que o sistema tem correspondido perante as diferentes responsabilidades que cada um tem que assumir”.

No que diz respeito ao período homólogo do ano passado, verificaram-se menos sete ocorrências e menos 823 hectares de área ardida.

“A questão dos incêndios rurais é algo que vai sempre acontecer, sobretudo nos períodos de risco mais elevado. Mas, um conjunto de políticas e ações das diferentes entidades tem ajudado bastante nesta redução”, de acordo com Rui Conchinha. O comandante sublinha ainda que “Elvas tem sido sempre dos concelhos com mais ignições e mesmo nesta região verificou-se um decréscimo”.

A análise provisória relativa aos incêndios rurais entre 1 de janeiro e 31 de agosto de 2021 revela que este ano o número de incêndios é 47 por cento inferior à média anual da última década. Também a área ardida diminuiu em 68 por cento.