Utente do Lar de Santa Eulália sai da instituição sem supervisão

À redação da Rádio ELVAS chegou a informação de que uma utente do lar de idosos de Santa Eulália, no concelho de Elvas, teria deixado as instalações da instituição, sem haver qualquer tipo de indicação ou supervisão por parte de quem ali trabalha, uma vez que o portão do lar está, por norma, aberto.

Contactada pela Rádio ELVAS, Vitória Lérias, presidente da Comissão de Melhoramentos do concelho de Elvas, entidade responsável pelo lar de Santa Eulália, explica que “a utente em questão, que não apresenta qualquer sinal de demência ou outra patologia associada, foi apenas cumprimentar uns familiares, que vivem no estrangeiro e passam férias numa moradia mesmo em frente ao lar”.

Quanto ao facto do portão grande do lar estar aberto, essa situação verifica-se porque “os residentes que estão autónomos e circulam pelo seu próprio pé são aqueles que não têm qualquer sinal de demência. Nós temos utentes que passeiam com os seus carros e motas junto ao lar. Apesar de agora estarmos condicionados, devido à pandemia, mas nós temos utentes que são completamente autónomos. No entanto, depois desta situação, já foi dada indicação à equipa técnica do lar para que o portão passe a estar fechado”.

Por ter estado em contacto com pessoas do exterior, a utente “ficará agora em isolamento apenas alguns dias, sendo acompanhada no sentido de se perceber se desenvolve algum sintoma suspeito de Covid. Mas esta medida também já estamos a tomá-la com utentes que saem, por exemplo, para consultas”.

De acordo com a Direção do lar, foram já dadas indicações para que o portão do lar passe a estar encerrado, para que não se voltem a passar situações como esta.