Desconfinamento terá três fases e a primeira começa já este domingo

O primeiro Ministro, António Costa, anunciou esta tarde de quinta-feira, dia 29, de julho, e para além das medidas gerais, tal como foi noticiado (ver aqui), que o o desconfinamento irá decorrer em três fases, com a primeira a começar já este domingo, dia 1 de agosto.

António Costa referiu que “iremos agora libertando as atividades em três fases”, também em função da percentagem da população que está já tem a vacinação completa, neste momento é de 57%. Para tal, a partir de domingo aplicam-se as seguintes medidas, em todo o território nacional:

– Fim do recolhimento obrigatório;

– Eventos desportivos passam a ter público, consoante as regras da DGS;

– Espetáculos culturais passam a ter lotação de 66%;

– Casamentos, batizados e outras festividades têm lotação de 50%;

– Equipamentos de diversão, podem voltar ao ativo, em locais autorizados cada município;

– Teletrabalho deixa de ser obrigatório e para passa a ser recomendado;

– bares e discotecas mantêm-se encerrados e continuam proibidas romarias e festas populares;

A segunda fase de desconfinamento, terá lugar no início de setembro, numa altura em que “se espera que 70% da população tenha a vacinação completa”, as medidas a acrescentar às anteriores, são as seguintes:

– deixa de ser obrigatório o uso de máscara, na rua, apenas para ajuntamentos;

– Casamentos e outras festividades com 75% de lotação, assim como espetáculos culturais;

– Fim da lotação em transportes públicos;

– Serviços públicos sem marcação;

Na terceira fase, em outubro, altura em que segundo o primeiro ministro, se prevê que seja possível atingir a meta de ter 85% da população com vacinação completa, será possível que posam reabrir bares e discotecas e exigir certificado digital ou teste negativo; os restaurantes deixam de estar sujeitos a limitação de grupos de pessoas e deixa de haver limitação da lotação de diferentes recintos.