PSP apoia na prevenção de incêndios rurais

A Polícia de Segurança Pública (PSP), à semelhança dos anos transatos, encontra-se empenhada na operação nacional de prevenção de incêndios rurais, que decorre desde 1 de fevereiro até 31 de outubro.

Esta operação compreende duas fases distintas, denominadas Alpha e Bravo: a fase Alpha decorreu entre o dia 1 de fevereiro e 14 de maio e privilegiou a realização de ações de sensibilização junto da população, bem como ações de fiscalização junto de proprietários de terrenos florestais e/ou rurais, primordialmente nas áreas definidas como prioritárias no que concerne à fiscalização da gestão de combustível.

A fase Bravo encontra-se a decorrer desde dia 15 de maio e terminará no dia 31 de outubro. Nesta fase serão levadas a cabo ações de prevenção e vigilância ativa nas áreas rurais e florestais, bem como em zonas intermédias consideradas de risco.

Tanto as ações de sensibilização como as de fiscalização têm sido efetuadas, maioritariamente, por polícias que integram as Brigadas de Proteção Ambiental (BRIPA), criadas pela PSP em 2006 com a missão específica de tratarem de matérias ambientais.

Neste contexto, desde dia 1 de fevereiro e na sua área de responsabilidade, a PSP registou os seguintes resultados 4076 ações de fiscalização realizadas; 996 ações de sensibilização com 2067 pessoas presentes; e 69 autos de contraordenação por constatação de não limpeza de terrenos e faixas de gestão de combustíveis, junto a habitações ou vias de comunicação (DL n.º 124/2006, de 28 de junho).