Miguel Carvalho lamenta saída de Monho e repensa continuar comandante

João Monho demitiu-se da presidência da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Campo Maior, tal como noticiámos anteriormente (ver aqui).

Miguel Carvalho, comandante dos Bombeiros de Campo Maior, lamenta a demissão de João Monho, enquanto presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Campo Maior. O comandante da corporação campomaiorense assume “foi com muita pena minha, foi uma pessoa com quem adorei trabalhar e foi quem me convidou para comandante dos Bombeiros de Campo Maior”. Miguel Carvalho enaltece o trabalho desenvolvido por João Monho, afirmando que está nos bombeiros há 31 anos e admite que João Monho “foi um dos melhores ou o melhor dirigente desta associação, com uma obra muito bem feita, com projetos muito interessantes, sei que tinha mais, mas respeito a sua decisão, dá-me bastante pena, porque era uma pessoa com coração, jeito e dedicação para este tipo de associações”.

O comandante adianta ainda que o presidente demissionário era muito acarinhado pelos elementos da corporação, enquanto dirigente, mas respeita a sua decisão afirmando que “são decisões que cada um sabe quando e como as tomar”.

Agora, Miguel Carvalho confessa que irá que repensar se continua a desempenhar funções de comandante, alegando que todo o efetivo está abalado com esta situação. “Por enquanto vou manter-me, vou fazer uma análise, porque foi tudo muito repentino, foi apresentada a demissão ontem, terei de repensar e falar com os meus chefes”, reforçando que foi João Monho que o convidou para comandante e, por isso, tem para com ele “uma coisa que não podemos esquecer, que é a gratidão e amizade que temos com as pessoas, e eu sou uma pessoa grata, e estou triste, muito triste pelo presidente ter saído, não só eu como todo o corpo de bombeiros”.

“Não estou a pensar demitir-me, não sei se o vou fazer ou não, mas tenho que refletir e pensar como é obvio”, remata Miguel Carvalho.

De recordar que, João Monho assumia a presidência da Associação Humanitária dos Bombeiros de Campo Maior, desde 2018.