Agrupamento de Escolas de Campo Maior e a mobilidade virtual

O programa Erasmus+ “No More Walls, Just Bridges” do Agrupamento de escolas de Campo Maior, realiza entre hoje e quinta-feira a última mobilidade, mas de forma virtual, devido à pandemia.

Este é um programa que deveria ter terminado no ano passado, mas que tendo em conta a evolução da pandemia e a impossibilidade de circular entre países, termina agora, desta forma. Para tal, e como explica a professora Vanessa Algarvio, este projeto envolve cinco países, e o tema desta mobilidade virtual é “adotar o passado e salvar o futuro”, porque o tema da Bélgica é a arte e, “tendo isso por base, os alunos de Campo Maior adotaram um monumento, o castelo da vila, para desenvolver trabalhos neste âmbito da arte, de artistas portugueses e também do património”.

Neste sentido, para hoje, dia 18, está programada a “apresentação de personalidades e elementos de destaque do nosso país, na área das artes, selecionados pelos alunos, de Campo Maior, que serão apresentados aos outros países”, revela Vanessa Algarvio.

Já amanhã, quarta-feira, dia 19, são apresentados os monumentos escolhidos por cada país. No caso de Campo Maior foi o castelo, onde “os alunos realizaram filmagens com um guia turístico, pelo que irão preparar uma apresentação sobre este monumento”.

São cerca de 20 os alunos de Campo Maior que participam nesta mobilidade virtual, no âmbito do projeto Erasmus+, que tem como parceiros a Roménia, França, Itália e Bélgica.