Vara e a pandemia: pior já passou, mas não por completo

O presidente da Junta da Extremadura, Guillermo Vara, disse, ontem, no debate sobre o Estado da Região, no que diz que respeito à pandemia, que “o mais difícil já passou, mas não tudo”, mostrando-se esperançoso com a evolução da pandemia, nesta região do país vizinho.

Depois de mais de 14 meses que “parecem uma década” e mais de 1700 mortos, devido à Covid-19, a região encara o fim do Estado de Emergência com a melhor situação epidemiológica, desde finais do verão passado. Neste momento, na Estremadura espanhola, a incidência de novos casos em 14 dias é de 99 casos por 100 mil habitantes.

“O mais difícil já passou”, disse Guillermo Vara, no entanto advertiu que há ainda muitas questões para serem resolvidas, se a vacina vai ser definitiva, se serão necessárias doses de reforço ou a evolução de novas variantes. “Não devemos interpretar decisões que virão com o fim do estado de emergência, porque apesar de tudo devemos continuar atentos”.

Guillermo Vara mostrou-se convencido de que a sociedade será capaz de encontrar um instrumento (a vacina) para vencer a batalha contra a pandemia, terminando com uma palavras de esperança “acredito honestamente que o mais difícil e o pior já passou, o que não significa que tenha passado tudo”.