Museu de Arqueologia e Etnografia é inaugurado a 18 de maio

O Museu de Arqueologia e Etnografia António Tomás Pires, em Elvas, está pronto a ser inaugurado, estando essa inauguração marcada para 18 de maio (terça-feira), Dia Internacional dos Museus.

O espaço museológico, segundo o presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, só não abriu antes, devido às restrições inerentes à pandemia. “Isso não nos impediu de continuar a trabalhar e estamos a preparar um conjunto de atividades que irá surgir para animar o nosso museu”, adianta o autarca.

Mocinha recorda que, à semelhança do que acontece com todos os espaços museológicos da cidade, as entradas são gratuitas, até final do ano, pelo que espera que os elvenses que visitem o Museu de Arqueologia e Etnografia, a partir de dia 18. “Aquele museu, é verdade que é de arqueologia, mas é um museu etnográfico, ou seja, pretende contar a nossa história, pretende contar um bocadinho daquilo que todos nos somos e de onde viemos”, revela ainda.

O espaço, que nasce na antiga Manutenção Militar de Elvas, lembra ainda Nuno Mocinha, encontrava-se “muito degradado”, sendo que, com o trabalho ali levado a cabo é agora “lindíssimo”. “Tivemos a sorte de ter um arquiteto que foi ao mais ínfimo pormenor, uma boa empresa de construções, os projetos foram felizes, as peças estão muito bem apresentadas e já levam muita tecnologia associada”, remata.

De recordar que a data da inauguração do Museu de Arqueologia e Etnografia António Tomás Pires tem vindo a ser adiada por diversas vezes, tendo em conta todas as restrições impostas pela Direção-Geral da Saúde, no âmbito do combate à pandemia Covid-19.