AFP dá por terminadas competições seniores de futebol e futsal

A Associação de Futebol de Portalegre (AFP) decidiu, depois de reunir com os clubes, dar por terminadas as competições distritais seniores de futebol e futsal, que ainda estavam previstas: a prova de acesso à Taça de Portugal, no futebol, e o campeonato e a taça, no futsal.

Para esta decisão, explica o presidente da associação, Daniel Pina, contribuiu o facto de passar a ser obrigatória a realização de testes à Covid-19 de todos os atletas, treinadores, árbitros e dirigentes, de 15 em 15 dias, não tendo os clubes como pagar essas regulares testagens. “É uma alteração grande que nos impede de retormarmos estas provas”, acrescenta.

Para além da questão da testagem obrigatório, Daniel Pina explica que, nos útlimos tempos, muitos clubes têm também enfrentado diversas dificuldades em ter os equipamentos desportivos, como campos e pavilhões, disponíveis. “Ficámos sem margem de manobra, ou seja, não tivemos outra solução se não dar por terminadas as competições oficiais, que ainda previstas, de seniores, quer de futebol, quer de futsal”, adianta.

Ao nível da formação, a Associação pediu a colaboração dos municípios e à Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo, por não ter capacidade financeira para tal, para ajudar os clubes com os testes à Covid-19, agora obrigatórios na altura da retoma dos treinos. “Recebemos um bom feedback por parte dos clubes, que a maioria das autarquias estão a suportar isso, pelo que vemos com bons olhos esta nossa ação e o retomar os escalões de formação. É apenas em processo de treino, mas para nós é uma boa conquista, porque desde março de 2020 que as nossas crianças e jovens não competiam”, explica.

Desde o início da pandemia, a AFP já ajudou os clubes, de forma direta e indireta, em mais de cem mil euros, desde o início da pandemia.

Para além do processo de modernização, com a entrega de material informático, a distribuição de equipamentos de protecção individual, a abertura de Cursos de Treinadores de Futebol (Grau I e Grau II), a direcção da AFP decidiu suportar a parte do empréstimo do fundo da Federação Portuguesa de Futebol (mil euros no futebol e 666 euros no futsal). Na sequência desta decisão, os clubes irão receber a totalidade do valor previsto no fundo, ou seja, 1500 euros para os participantes na Liga Francisco Gil, em futebol, e mil para os clubes participantes na Liga Francisco Gil, em futsal.