Até fim de maio pode pagar contribuições em prestações

Os trabalhadores independentes e as empresas, que tenham adiado as contribuições de novembro e dezembro, podem pedir até 31 de maio para pagar os valores em falta em prestações, segundo um despacho publicado em Diário da República.

Os pagamentos podem ser feitos em tranches de três ou seis meses, sem juros, entre julho e dezembro.

A medida surge no âmbito dos apoios extraordinários à covid-19 e destina-se a entidades empregadoras com menos de 250 trabalhadores e também a trabalhadores independentes.