Caminho Português de Santiago Central é o primeiro certificado

O Caminho Português de Santiago Central – Alentejo e Ribatejo (CPSC), com uma extensão de 435 quilómetros e que se encontra dividido em 19 etapas, que atravessam 16 concelhos, obteve a certificação governamental do órgão de coordenação nacional criado para o efeito, segundo o Ministério da Cultura. É o primeiro a consegui-lo.

Foi através de uma portaria conjunta das Secretarias de Estado do Turismo e Adjunta e do Património Cultural, que a certificação foi atribuída a uma candidatura apresentada pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

O processo, iniciado em 2019, tem em vista “a certificação dos itinerários que constituem os Caminhos de Santiago em território nacional e a salvaguarda, valorização e promoção do Caminho Português de Santiago”, de acordo com o Governo.

Entretanto, foi criada uma Comissão de Certificação, órgão de coordenação de âmbito nacional composto por quatro membros com competências técnicas na área da cultura ou do turismo, que é responsável pela análise das candidaturas.

“A autenticidade do itinerário e o seu carácter ininterrupto no território e no tempo” e a  “gestão responsável e de valorização da oferta” foram critérios que permitiram a certificação do Caminho de Santiago, do Alentejo e Ribatejo.