Bexiga Hiperativa: doença afeta 30 por cento da população

Em Portugal, estima-se que mais de 30% da população adulta sofre de Bexiga Hiperativa. Uma doença crónica que, embora sem cura, pode ser controlada. Um desejo súbito e forte de urinar, difícil de controlar é o principal sintoma.

Como consequência, quem sofre deste problema pode sentir um impacto negativo na sua qualidade de vida. A síndrome da bexiga hiperativa não escolhe sexo nem idades, apesar de ser mais comum em mulheres a partir dos 60 anos.

Normalmente, este problema surge “de outras questões. No caso dos homens, pode estar associado a problemas de próstata. Nas mulheres, a bexiga hiperativa pode estar relacionada com o útero descaído”, segundo o médico Pintão Antunes.

A bexiga hiperativa é o tema da edição desta semana do programa De Boa Saúde, com Carlos Falcato e o médico Pintão Antunes, para ouvir hoje às 19.30 horas.