DECO apoiou mais de 30 mil consumidores em 2020

A Deco recebeu 30.100 pedidos de ajuda em 2020 por parte de famílias sobre-endividadas, mais do que no ano anterior.

Helena Guerra (na foto), do Gabinete de Projetos e Inovação da DECO, refere que “este é um número muito elevado de famílias a pedir aconselhamento financeiro para uma orientação da sua situação financeira”.

O desemprego é a principal causa que motiva os consumidores a pedir apoio à DECO. Por outro lado, temos situações de perda de rendimentos, que afetou e afeta muitas famílias. Depois, como uma terceira causa, temos a penhora de rendimentos com que as famílias se foram confrontando em 2020”, garantiu Helena Guerra.

Helena Guerra refere que o papel da DECO no apoio às famílias centrou-se, sobretudo, “na reestruturação de créditos, ou seja, a análise de situações em que o consumidor já não consegue cumprir com o pagamentos dos créditos”.

O número de sobre-endividados que recorre ao Gabinete de Proteção Financeira (GPF) da DECO tinha estabilizado em 2018 e 2019, mas aumentou em 2020 refletindo os efeitos económicos da pandemia.

Os pedidos de apoio à DECO são o tema da edição desta semana da rubrica da DECO na Rádio ELVAS, com Helena Guerra, do Gabinete de Projetos e Inovação da DECO.