Monjas de Campo Maior agradecem apoio durante o surto de Covid

Depois do surto de Covid-19 que infetou as Monjas da Ordem da Imaculada Conceição do Convento em Campo Maior, a normalidade está a regressar, aos poucos, a este espaço religioso.

A Madre Maria dos Anjos referiu-nos que há ainda algumas limitações nas tarefas diárias, mas que já conseguem desempenhar as suas funções: “é verdade que ainda não nos podemos levantar às seis da manhã, por ordem do médico, mas a oração é feita na mesma. Já temos a eucaristia, dentro de casa, o que nos dá muita alegria por podermos receber Nosso senhor. Temos que ter cuidado com o frio da manhã mas à tarde já fazemos tudo normal”.

Quanto ao estado de saúde das irmãs, a madre diz que “há ainda algumas sequelas do Covid que sabemos que demora a passar mas estamos todas bem. Das duas irmãs que tiveram pneumonia, uma já teve alta médica e a outra está melhor mas ainda está a oxigénio, mas também tem mais idade”.

A Madre Maria dos Anjos agradece todo o apoio que tiveram durante o período mais complicado que passaram: “cada vez que nos lembramos até choramos. Foram extraordinários. Não nos deixaram um momento. Trouxeram-nos mantas, pijamas quentinhos, aquecedores, tudo. A câmara e a Santa Casa proporcionaram-nos o almoço e o jantar, o que foi uma grande ajuda porque nós estivemos muito mal”.

De recordar que no início deste ano, 14 das 16 monjas do Convento da Imaculada Conceição, em Campo Maior, ficaram infetadas com Covid-19. Na impossibilidade de saírem do Convento, as monjas contaram com o apoio de diversas instituições e da própria população da vila que as auxiliaram em tudo o que precisaram.