Hospital de Évora enfrenta situação crítica

O Hospital do Espirito Santo de Évora (HESE), devido ao extraordinário aumento de afluxo de doentes na Área Dedicada aos Doentes Respiratórios do Serviço de Urgência Geral (ADR SU), deu a indicação ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) que os doentes Covid ou suspeitos Covid não deverão ser encaminhados para o HESE. Esta medida está a ser reavaliada a cada 12 horas. A presente medida afeta apenas os doentes Covid ou suspeitos Covid , enviados pelo CODU.

Todos os restantes serão atendidos, como habitualmente, pelo que o Serviço de Urgência Geral continuará a dar resposta aos doentes urgentes com outras patologias.

Na noite de sábado, dia 2, o HESE tinha 69 doentes com Covid-19 internados, estando oito na UCI, o maior número registado, até ao momento, desde o início da pandemia.

A enfermaria Covid-3 iniciou o funcionamento a 23 de dezembro com 20 camas e já está lotada e o espaço da enfermaria Covid-1 foi alargado, passando a utilizar o espaço das instalações da futura Unidade de Cuidados Intensivos, num total de dez camas, que se encontra quase lotada.

O HESE irá atualizar a informação, em função da evolução da situação.