Elvenses entram em 2021 em casa e com todos os cuidados

As celebrações de Ano Novo, tal como as conhecemos, estão impedidas, desta feita, devido ao elevado perigo de contágio por Covid-19.

A partir das 23 horas, na noite de hoje, e amanhã, sábado e domingo, dias 1, 2 e 3 de janeiro, a liberdade de circulação será limitada. Nestes três dias, o recolher é obrigatório às 13 horas.

Ainda assim, saímos à rua para perceber de que forma a população vai celebrar a chegada do novo ano. Vânia Ponteiro, por exemplo, revela que irá passar a noite apenas com o companheiro. “Só nós os dois, com muitas restrições, nada de familiares”, conta. Revela ainda que a falta da habitual festa, por esta altura, não lhe vai fazer diferença alguma, sendo o mais importante, do seu ponto de vista, ter todos os cuidados, para evitar mais contágios por Covid-19.

Também Paulo Saial garante que vai passar a noite em casa, apenas com a família, assegurando que as restrições deste ano em nada vêm mudar os seus hábitos, por esta altura.

João Ferreira revela que, não sendo de Elvas, veio até à cidade passar o Natal com a família mais próxima. Nesta noite de passagem de ano, irá apenas estar acompanhado da mulher e do filho, contrariamente ao que acontecia em outros anos. “Passava em casa, com os amigos e com a família”, recorda.

Já Raimundo Martins, que tem um restaurante no centro histórico da cidade, assegura que as restrições impostas para estes dias são muito prejudiciais ao negócio, admitindo que o mesmo nunca passou uma fase tão conturbada como agora. O take-away será a sua única alternativa.

Maria do Céu Calado garante que, para si, desta feita, e apesar dos cuidados todos, esta será uma noite de passagem de ano igual à de outros anos, apenas na companhia do marido, do filho e da nora.

Maria Emídio, por sua vez, pensa passar esta noite apenas com a filha e o neto, algo que contrasta, em muito, com os réveillons de outros anos.

O Governo, depois de ter aliviado as medidas de contenção da pandemia de covid-19 no Natal, impôs “máxima contenção” no Ano Novo, incluindo a proibição de circulação entre concelhos e recolher obrigatório às 23 horas, na noite de hoje.