Lar da ACSTI em Cabeção já teve 14 óbitos

O Município de Mora em comunicado assinado pelo seu presidente Luís Simão de Matos informa que no Lar da ACSTI, em Cabeção, já se verificaram 14 óbitos.
“Desde já, em meu nome pessoal e da Câmara Municipal de Mora, apresento sentidas condolências às famílias enlutadas e à instituição” afirma o autarca que acrescenta “no referido Lar, ainda há cerca de 40 utentes infetados e 27 funcionários. Foram efetuados testes aos utentes e funcionários que, presumivelmente, se encontram negativos, cujos resultados ainda não são conhecidos”.
Em Mora, neste momento registam-se 43 casos positivos dos quais 5 não estarão associados ao surto do Lar da ACSTI.
A espetativa de Luis Simão de Matos é que Mora seja posicionado, logo após o próximo Conselho de Ministros, no grau de risco “Extremamente Elevado”, o que obriga a uma alteração substancial nos horários dos estabelecimentos comerciais e na vida do concelho
O autarca de Mora “lamenta que da parte dos Organismos Desconcentrados do Governo não esteja a sentir a resposta que as circunstâncias exigem” e termina o comunicado com “a única boa notícia é que no Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Purificação as coisas se encaminham para a normalidade. Ainda se encontram 7 utentes em Évora que regressarão à Instituição logo que testem negativos”.