Intervenção Precoce abordada no programa “Elvas + Solidária”

Elvas conta com um programa de intervenção precoce há quase 21 anos, sendo uma de diversas repostas sociais da APPACDM.

A terapeuta da fala Marta Soças (na foto), uma das técnicas que integra este projeto, explica, na edição desta semana do programa “Elvas + Solidária”, que o objetivo do mesmo é ajudar as crianças, até aos seis anos, ao nível do seu desenvolvimento, assim como as respetivas famílias.

A Intervenção Precoce na Infância é o conjunto de medidas de apoio integrado centrado na criança e na família, incluindo ações de natureza preventiva e reabilitativa, designadamente no âmbito da educação, da saúde e da ação social a crianças com risco de alterações ou alterações nas funções e estruturas do corpo, ou com risco de atraso grave de desenvolvimento.

Os principais objetivos deste programa passam por criar condições facilitadoras do desenvolvimento global da criança minimizando problemas das deficiências ou do risco de atraso do desenvolvimento e prevenindo eventuais sequelas; otimizar as condições da interação criança/família, mediante a informação sobre a problemática em causa, o reforço das respetivas capacidades e competências, designadamente na identificação e utilização dos seus recursos e dos da comunidade e ainda da capacidade de decidir e controlar a sua dinâmica familiar; e envolver a comunidade no processo de intervenção, de forma contínua e articulada, otimizando os recursos existentes e as redes formais e informais de interajuda.

A intervenção precoce tem por base programas individualizados, desenvolvidos no domicílio e nos ambientes em que a criança habitualmente se encontra, designadamente em ama, creche e jardim-de-infância.

Para além da terapeuta da fala, constituem esta equipa da APPACDM de Elvas três docentes de educação especial, um psicomotricista, um fisioterapeuta, uma assistente social e duas psicólogas.