Marta Inácio e e Luís Baptista na Comissão Nacional da JS

O XXII Congresso Nacional da Juventude Socialista (JS) decorreu entre os passados dias 11 e 13, de sexta-feira a domingo.

O modelo de participação dos congressistas foi à distância, sendo o primeiro congresso político totalmente digital, no cumprimento de um escrupuloso dever coletivo de combate sem tréguas a esta pandemia e na certeza que esta não suspende a democracia.

Os congressistas do Alto Alentejo participaram nos trabalhos, intervindo nos diversos pontos, designadamente na discussão da Moção Global de Estratégia que norteará a ação política da JS para este novo mandato.

O congresso elegeu os novos órgãos nacionais da JS, elegendo o Miguel Costa Matos como novo secretário-geral. O presidente da Federação de Portalegre da JS, Eduardo Alves, de Ponte de Sor, e até aqui secretário nacional para a Organização da JS, mandato que cessa, lidera a lista dos representantes da JS na Comissão Nacional do Partido Socialista, sendo o primeiro jovem do Alto Alentejo a liderar na JS uma lista em congresso e voltando os jovens socialistas do Alto Alentejo a ter representação neste órgão.

Na Comissão Nacional da JS, órgão máximo entre congressos, foram eleitos sete novos representantes do Alto Alentejo. Diogo Aragonez, de Portalegre, assume a representação da Federação no órgão. Foram eleitos Mário Ceia, de Portalegre, Marta Caixas Inácio, de Elvas, Alex Silva, de Ponte de Sor, Madalena Rabaça, de Castelo de Vide, Mafalda Flores, de Portalegre, e Luís Baptista, de Elvas. Estes jovens assumirão o mandato e levarão as causas e a representação do Alto Alentejo para o seio do debate nacional da JS.

A eleição dos novos órgãos nacionais da JS só fica completa na primeira Comissão Nacional do mandato, que se realizará no início de 2021 e que elegerá o Secretariado Nacional e os representantes da JS na Comissão Política Nacional do PS, eleições para as quais os jovens socialistas do Alto Alentejo têm boas perspetivas de valorização.