Alcaide de Badajoz pede à população para não baixar a guarda

O alcaide de Badajoz, Francisco Fragoso apelou a que não se baixe a guarda, quanto às medidas preventivas recomendadas pelas autoridades de saúde, reconhecendo que as últimas medidas aplicadas na cidade serviram para baixar o número de contágios. O alcaide de Badajoz alertou ainda que “quatro dias em que relaxarmos, disparamos exponencialmente a curva. Sempre afirmo que não podemos baixar a guarda sobre as medidas preventivas, daí em diante, obviamente, acredito que os resultados das medidas mais recentes estão aí”, frisando que os dados dos últimos dias nada têm a ver com os números que já chegaram a ter.

Francisco Fragoso afirmou ainda que, no caso do Ayuntamiento de Badajoz e sobre as medidas aplicadas, preferiam ser um pouco mais restritivos, em caso de dúvida, uma vez que, tendo em conta a dimensão da cidade, esta é única região em que se aplica o decreto nacional, que estabelece três parâmetros para encerrar, perimetralmente, as cidades com mais de 100 mil habitantes. Por isso, quiseram ser sempre muito cuidadosos com estas questões. Francisco Fragoso explica que esta foi a primeira cidade da Estremadura espanhola que proibiu o mercado, muito antes da normativa.

O alcaide de Badajoz referiu também que se fala de tentar evitar a terceira vaga da pandemia, antes que cheguem as vacinas, algo que se traduz numa certa esperança a médio prazo. Francisco Fragoso acredita que o mais importante é que estão num bom caminho, e se continuarem a seguir com aquilo que têm feito até agora, seguirão num bom caminho, no entanto se voltarem a fazer o que faziam antes e mal, voltarão a ter maus números, no que à pandemia diz respeito.