Consumidores queixam-se da falta de segurança sanitária nas lojas

Aglomeração de pessoas, ausência da distância de segurança e funcionários desprotegidos: são algumas das reclamações dos consumidores portugueses, preocupados com o incumprimento das regras sanitárias nas lojas.

O Portal da Queixa recebeu, desde o início da pandemia, mais de 700 reclamações, tendo realizado uma análise ao setor do retalho, centros comerciais, supermercados e lojas. A Rádio ELVAS saiu à rua para ouvir a opinião da população, sobre o assunto.

“Eu acho que as pessoas já interiorizaram a preocupação e o medo que tudo isto suscita, por isso, na grande maioria respeitam as regras”, comenta um dos entrevistados. “As pessoas respeitam aquilo que é o distanciamento de segurança e o uso de máscara, não tenho razões de queixa”, assegura outro.

Apesar do elevado número de queixas devido ao incumprimento das regras de segurança, a população revela-se segura ao fazer compras no comércio tradicional.