Dia da Língua Gestual Portuguesa assinala-se a 15 de novembro

A Língua Gestual Portuguesa foi reconhecida enquanto língua da comunidade surda portuguesa pela Constituição da República em 1997, a 15 de novembro, data em que se assinala o Dia Nacional da Linguagem Gestual Portuguesa. A Comissão para o reconhecimento e proteção da Língua Gestual Portuguesa e defesa dos direitos das pessoas surdas foi criada também a 15 de novembro.

Zulima Gaspar, presidente da Associação de Surdos de Évora refere que existem pessoas que nascem surdas e outras que ficam surdas por circunstâncias da vida. Para essas pessoas estarem inseridas na sociedade e fazerem uma vida normal, têm uma forma de comunicação diferente, feita à base de sinais feitos com as mãos, em que a expressão do rosto e do corpo também são muito importantes e fazem parte da comunicação.

A presidente da Associação de Surdos de Évora salienta que “é fundamental as pessoas que vivem com um surdo dominarem também a língua gestual para que esse surdo fique integrado”. Não basta a pessoa surda falar língua gestual, é importante que quem vive com ele saibam falar língua gestual para que esse pessoa consiga organizar o seu pensamento, pois isso só é possível se tivermos uma língua estruturada.

A língua gestual é a forma de comunicação utilizada pelas pessoas surdas e por todos aqueles que comunicam com pessoas surdas. É produzida a partir dos movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais, sendo a sua receção visual. Esta linguagem possui um vocabulário especial e uma gramática própria.