Aumentar a procurar turística em territórios do interior

Preparar empreendedores para o interior de Portugal que saibam aproveitar o aumento de procura turística que estes territórios registaram no último verão, na sequência da pandemia da Covid-19, é o objetivo do “Green Up”, o programa de Ideação em Turismo é dirigido a escolas de Hotelaria e Turismo de todo o país. A valorização dos produtos e dos serviços endógenos, a sustentabilidade dos territórios e a promoção da economia circular são os pilares do programa.

O Green Up arrancou na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre e, entre 2 e 30 de novembro, irá ter um “roadshow” por mais 11 escolas de Hotelaria e Turismo para selecionar 70 empreendedores. Para as equipas que se formarem, seguir-se-á um Bootcamp de dois dias em Alvaiázere, no distrito de Leiria, entre 10 e 11 de dezembro, constituído por dois dias intensivos de mentoria e formação. Depois, até meados de janeiro de 2021, as equipas serão acompanhadas e apoiadas na construção de 35 projetos de investimento, dos quais serão selecionados um grupo de finalistas. Então, a 7 de fevereiro, haverá em Coruche a final em que serão apurados os vencedores.

O interior de Portugal tem-se revelado um conjunto de regiões quase imune à Covid-19, o que aumentou a sua competitividade enquanto território e lhe valeu uma primavera e um verão com uma procura histórica em termos de turismo e de restauração”, afirma Luís Matos Martins, CEO dos Territórios Criativos, a empresa de consultadoria e de apoio ao empreendedorismo que organiza o Green Up. “Esta mais-valia sanitária tem de ser posta ao serviço da fixação de pessoas nos seus territórios de origem e da aceleração da economia local, criando novas oportunidades no setor do turismo: é exatamente isso que o Green Up irá promover e desenvolver”.