Telescola regressa segunda-feira e em novembro alarga ao secundário

A segunda fase do “Estudo em Casa”, ou telescola, para o ano letivo 2020/2021 arranca já esta segunda-feira, dia 19, numa parceria entre o Ministério da Educação e da RTP.

O objetivo é complementar a escola presencial, que pode servir de apoio não só aos alunos que estiverem em casa, por exemplo, em isolamento, e ao mesmo tempo também para os professores, quer estejam a dar aulas presencialmente ou à distância.

O maior enfoque será nos conteúdos do Ensino Básico, que vão ficar estar disponíveis a partir desta segunda-feira, 19 de outubro, na RTP Memória, mas a partir de novembro, também vão haver blocos destinados ao ensino secundário.

A grelha tem blocos diários de 30 minutos, com início às 9 horas e estende-se até às 16.30 horas. No total, vão ser transmitidos 75 blocos pedagógicos por semana, sendo que os blocos da manhã são dedicados aos 1º e 2º ciclos e os da tarde ao 3º ciclo.

Entre as novidades, destaca-se a “autonomização” do 1º e do 2º anos, devido às necessidades específicas da aquisição da escrita e da leitura; e a introdução de um novo bloco chamado “Orientação para Trabalho Autónomo”, com o objetivo de desenvolver formas de autorregulação e de aprofundamento das aprendizagens.

O “Estudo Em Casa 2020/2021” para o Ensino Básico vai ser transmitido na RTP Memória, nos seguintes canais: TDT – posição 7; MEO – posição 100; NOS – posição 19; Vodafone – posição 17; Nowo – posição 13. E vai ficar também disponível na internet, tanto no site da RTP como no site da DGE (onde estão alojados os conteúdos que os professores utilizam em cada bloco).

Em relação ao ensino secundário, a ideia é que funcione ainda mais de forma autónoma e complementar, com blocos de aprendizagem temáticos, de forma a poderem ser abordados através da aplicação ou da RTP Play.