Odemira, Beja, Évora e Montemor têm os maiores aumentos Covid

Os concelhos de Odemira (mais 27 casos), Beja (mais oito), Évora (mais sete) e Montemor-o-Novo (mais cinco casos) foram os que, de acordo com números da Direção-Geral da Saúde (DGS), mais subiram no Alentejo na última semana, entre 5 e 12 de outubro.

Nesta segunda-feira, a DGS fez a atualização do número de infetados por concelhos em Portugal, numa operação apenas feita uma vez por semana. No Alentejo, há as 17 alterações seguintes: Odemira (mais 22 casos), Beja (mais oito), Évora (mais sete), Montemor-o-Novo (mais cinco), Avis (mais quatro), Elvas (mais três), Redondo (mais três), Reguengos de Monsaraz (mais dois), Moura (mais dois), Santiago do Cacém (mais dois), Vendas Novas (mais um), Serpa (mais um), Mértola (mais um) e Grândola (mais um caso); Alandroal (menos um caso); entraram de novo Alter do Chão (três casos) e Vidigueira (três casos).

No Alentejo, segundo a DGS, em 12 de outubro, os números de infetados Covid-19, em 40 concelhos com três ou mais casos, são os seguintes: Reguengos de Monsaraz (183 casos), Évora (177), Moura (120), Santiago do Cacém (111), Odemira (104), Montemor-o-Novo (80), Mora (64), Beja (58), Alcácer do Sal (54), Grândola (51), Portalegre (44), Sines (44), Ourique (40), Redondo (39), Elvas (33), Serpa (33), Arraiolos (27), Ponte de Sor (21), Vendas Novas (15), Cuba (11), Avis (10), Almodôvar (10), Campo Maior (9), Gavião (9), Crato (7), Mourão (7), Portel (6), Ferreira do Alentejo (6), Aljustrel (6), Mértola (6), Alandroal (5), Estremoz (5), Vila Viçosa (4), Marvão (4), Nisa (4), Viana do Alentejo (4), Sousel, (3), Alter do Chão (3), Vidigueira (3) e Castro Verde (3).

Na defesa da sua saúde e da saúde dos outros, no cumprimento das normas da DGS, aconselhamos: lave ou desinfete as mãos com frequência, mantenha uma distância mínima de dois metros com outras pessoas e use máscara fora de casa.