Évora prolonga o período das zonas de circulação pedonal

A Câmara Municipal de Évora decidiu prolongara Câmara Municipal decidiu prolongar o período das zonas de circulação pedonal até final de outubro, altura em que será feita nova avaliação. A autarquia fundamenta a medida argumentando que “se registam reações maioritariamente positivas, provocadas quer pela diminuição do tráfego automóvel quer pelo aumento da circulação de peões nestas artérias e com o objetivo de recolher mais informação para melhor avaliar as implicações sobre o sistema”.

Aproveitando a dinâmica associada à Semana Europeia da Mobilidade – “SEM 2020” – que decorreu de 16 a 22 de setembro, este ano com o tema “Emissões Zero – Mobilidade para Todos”, a Câmara Municipal de Évora decidiu “levar à prática um conjunto de alterações no trânsito do centro histórico da cidade, no intuito de, numa fase inicial, recolher indicadores sobre as consequências e os comportamentos resultantes, com vista à adoção de soluções devidamente testadas, que venham a constituir contributos válidos para o Plano de Mobilidade Urbana, em fase de construção”.

Assim, procederam-se a alterações do sentido de circulação do trânsito na Rua do Raimundo, com instalação de zona pedonal, e nas Ruas Gabriel Victor do Monte Pereira, de Santa Catarina e dos Caldeireiros. De igual modo, o troço inicial da Rua de Avis, a partir do Largo Luís de Camões até ao cruzamento com a Rua da Corredoura, foi interditado ao trânsito automóvel durante os fins-de-semana, entre as 19.30 horas de sexta-feira até às 8.30 horas de segunda-feira. O acesso de veículos automóveis à Rua de Avis, a partir do Largo Luís de Camões, durante o período em causa, passou a processar-se pela Rua da Corredoura.

Estas ações estão a ser implementadas no âmbito da estratégia municipal para a defesa do ambiente e mobilidade urbana, que contempla, entre outros, o objetivo de, gradualmente, alargar as áreas reservadas à circulação pedonal.