Município permite “arranque tranquilo” do ano letivo em Campo Maior

Num ano letivo atípico, em que a segurança de alunos, professores e pessoal não docente é o mais importante, as escolas tiveram de ser preparadas para fazer face à pandemia que o país e o mundo atravessam.

Campo Maior não foi exceção, com a Câmara Municipal a trabalhar muito de perto com o agrupamento de escolas, adquirindo equipamentos de proteção individual, termómetros e desinfetante de mãos.

João Muacho, presidente da Câmara, garante que “não poderia ter sido de outra forma”, sendo que só assim se possibilitou “um arranque do ano letivo o mais tranquilo possível para todos”.

“Penso que foi feito um esforço muito grande, quer por parte da escola, quer por para da câmara municipal”, adianta Muacho, garantindo ainda que a autarquia acedeu a todos os pedidos, tendo, inclusive, sugerindo alguns pormenores, que foram aceites pelos responsáveis do agrupamento.

“O que tentámos foi que os pais e os alunos sentissem confiança, quando, neste regresso às aulas, iniciam-se o ano letivo”, remata o autarca.