Serpa, Beja, Évora e Redondo são os maiores aumentos da DGS

Serpa (de 20 para 32 casos), Beja (de 34 para 45), Évora (de 152 para 159) e Redondo (de 29 para 35 casos) são os maiores aumentos numa semana, entre 21 e 28 de setembro, em concelhos do Alentejo, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os números de infetados distribuídos por concelhos hoje, segunda-feira dia 28, foram atualizados pela DGS, que agora faz apenas uma atualização semanal, às segundas-feiras. Na última semana, foram verificadas 25 alterações: Serpa (mais 12 casos), Beja (mais 11), Évora (mais sete), Redondo (mais seis), Reguengos de Monsaraz (mais cinco), Santiago do Cacém (mais cinco), Arraiolos (mais quatro), Montemor-o-Novo (mais quatro), Odemira (mais quatro), Grândola (mais três), Sines (mais três), Portalegre (mais dois), Ponte de Sor (mais dois), Viana do Alentejo (mais dois), Vendas Novas (mais dois), Elvas (mais um), Alandroal (mais um), Vila Viçosa (mais um), Estremoz (mais um), Cuba (mais um), Moura (mais um) e Alcácer do Sal (mais um caso); Campo Maior (menos um caso); e, nesta lista, entraram Avis (com quatro casos) e Marvão (com três casos).

Assim, entre os 46 concelhos do Alentejo, os 35 municípios com três ou mais infetados, segundo a contagem da DGS em 28 de setembro, são Reguengos de Monsaraz (179), Évora (159), Moura (118), Santiago do Cacém (109), Odemira (73), Montemor-o-Novo (71), Mora (64), Alcácer do Sal (51), Grândola (49), Beja (45), Portalegre (44), Sines (43), Redondo (35), Serpa (32), Elvas (28), Arraiolos (25), Ponte de Sor (21), Vendas Novas (14), Cuba (10), Almodôvar (10) Campo Maior (9), Gavião (9), Crato (7), Mourão (7), Alandroal (6), Portel (6), Ferreira do Alentejo (6), Vila Viçosa (5), Estremoz (5), Viana do Alentejo (5), Avis (4) Nisa (4), Aljustrel (4), Mértola (4) e Marvão (3).