Arcebispo de Évora dá parabéns a Elvas por festas da Piedade

As festas religiosas em honra do Senhor Jesus da Piedade, em Elvas, terminaram ontem, o dia em que os pendões regressariam à Sé. Este ano, devido à pandemia, não se realizou a procissão, mas teve lugar a eucaristia que encerrou estas celebrações.

O arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, presidiu por duas vezes às cerimónias religiosas, nesta semana, e fez um agradecimento a todas as pessoas que “tiveram a coragem de enfrentar esta situação muito difícil, a coragem de não se fazer a Procissão dos Pendões, para bem da saúde pública”, classificando-o com um ato de “discernimento lúcido” e acrescentando que “foi tudo foi feito com equilíbrio, beleza e cuidado. Elvas está de parabéns, pelo equilíbrio entre a segurança dos cidadão, a memória que se celebrou e o contexto de fé que se viveu”.

“Todos aprendemos com esta situação”, diz o arcebispo, afirmando que “o santuário preparou tudo com muito cuidado e rigor” ao nível das normas da DGS, “tudo o que vi foi um modelo de como viver, neste momento a riqueza não se pode perder, não houve desistência, nem se deixou cair a toalha ao chão e dizer nada, não: viveu-se com dignidade, segurança, do modo possível, pedagógico e didático”. D. Francisco Senra Coelho refere que “para a sociedade, penso que foi uma lição que levo comigo”.

O arcebispo aproveitou ainda para agradecer à Rádio ELVAS pelo “trabalho desenvolvido na investigação de cada pendão e na noite memorável de domingo, em que esteve muito patente um belíssimo jornalismo histórico, cultural, associativo, que valorizou as pessoas, os sinais e dando um sinal de unidade de um concelho, para que no ano que vier já termos a tradicional procissão”.

As festas religiosas em honra do Senhor Jesus da Piedade, mesmo perante a pandemia que vivemos, foram adaptadas à situação, não deixando de levar momentos de fé à população elvense.