Alentejo tem mais 22 casos Covid

O Alentejo regista esta segunda-feira, dia 21, mais 22 (+1,7%) casos de infeção por Covid-19, o que faz subir para 1340 o número total de infetados, desde o início da pandemia.

Quanto ao número de vítimas mortais, mantém-se em 23, no relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS) apresentado nesta segunda-feira 21 de setembro, ao princípio da tarde.

Os números de infetados distribuídos por concelhos hoje, segunda-feira dia 21, foram atualizados pela DGS, que agora faz apenas uma atualização semanal, às segundas-feiras. No que respeita aos concelhos do Alentejo, registaram-se as 23 alterações seguintes: Évora (mais 20 casos), Santiago do Cacém (mais 20 casos), Portalegre (mais 17 casos), Montemor-o-Novo (mais 11 casos), Redondo (mais dez casos), Reguengos de Monsaraz (mais seis casos), Sines (mais seis casos), Mora (mais cinco casos), Grândola (mais cinco casos), Odemira (mais cinco casos), Ponte de Sor (mais quatro casos), Beja (mais quatro casos), Campo Maior (mais dois casos), Alandroal (mais dois casos), Moura (mais dois casos), Cuba (mais dois casos), Alcácer do Sal (mais dois casos), Elvas (mais um caso), Vila Viçosa (mais um caso), Arraiolos (mais um caso) e Vendas Novas (mais um caso); Aljustrel (menos um caso); e Mértola (com quatro casos) entrou de novo nesta lista.

Assim, os 33 concelhos alentejanos com maior número de infetados, segundo a contagem da DGS em 21 de setembro, são Reguengos de Monsaraz (174), Évora (152), Moura (117), Santiago do Cacém (104), Odemira (69), Montemor-o-Novo (67), Mora (64), Alcácer do Sal (50), Grândola (46), Portalegre (42), Sines (40), Beja (34), Redondo (29), Elvas (27), Arraiolos (21), Serpa (20), Ponte de Sor (19), Vendas Novas (12), Campo Maior (10), Almodôvar (10), Gavião (9), Cuba (9), Crato (7), Mourão (7), Portel (6), Ferreira do Alentejo (6), Alandroal (5), Aljustrel (5), Vila Viçosa (4), Estremoz (4), Nisa (4), Mértola (4) e Viana do Alentejo (3).

Na última semana, no Alentejo, as percentagens diárias de aumento do número de pessoas infetadas têm sido as seguintes: segunda-feira 14 de setembro 2,3%; terça 15 de setembro 1,2%; quarta-feira 16 de setembro 3,4%; quinta 17 de setembro 1,2%; sexta-feira 18 de setembro 2,9%; sábado 19 de setembro 1,2%; domingo 20 de setembro 2,7%; e segunda-feira 21 de setembro 1,7%.

Na defesa da sua saúde e da saúde dos outros, no cumprimento das normas da DGS, aconselhamos: lave ou desinfete as mãos com frequência, mantenha uma distância mínima de dois metros com outras pessoas e use máscara fora de casa.