Obras na Misericórdia de Campo Maior já começaram

As obras para ampliação da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) da Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior já tiveram início e era “uma obra muito aguardada e que devido à covid-19 atrasou cerca de quatro meses”, diz o provedor da Santa Casa campomaiorense, Luís Machado.

Luís Machado afirma que esta obra tem duas vertentes: por um lado “a ampliação da capacidade de utentes em ERPI, que aumenta a capacidade para 65”, mais dez do que anteriormente, de forma a “mitigar a elevada procura”, e por outro lado a “melhoria das suas condições, como a climatização, cozinhas e aumento de alguns espaços”, para Luís Machado esta é “uma obra muito necessária”.

O provedor da Santa Casa de Campo Maior lembra que “sem o total apoio, no aspeto técnico e financeiro, do município seria muito difícil concretizar esta empreitada”.

A obra tem um prazo de execução de um ano e resulta de um investimento total de mais de 981 mil euros que será financiado a 85% pelo Programa Alentejo 2020, cabendo ao Município de Campo Maior assumir a contrapartida pública nacional de 147 mil euros.