Évora, Santiago e Portalegre com os maiores aumentos Covid da semana

Évora (uma subida de 82 para 132 casos), Santiago do Cacém (um acréscimo de 42 para 84 infetados) e Portalegre (um aumento de dez para 25 doentes Covid) foram os três concelhos do Alentejo em que se verificaram maiores aumentos de casos da doença, durante a última semana, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Em sete dias, entre 7 e 14 de setembro, no Alentejo, houve 19 alterações: Évora (mais 50 casos), Santiago do Cacém (mais 42 casos), Portalegre (mais 15 casos), Grândola (mais nove casos), Odemira (mais nove casos), Montemor-o-Novo (mais oito casos), Sines (mais oito casos), Campo Maior (mais cinco casos), Elvas (mais três casos), Beja (mais três casos), Alcácer do Sal (mais três casos), Reguengos de Monsaraz (mais dois casos), Aljustrel (mais dois casos), Estremoz (mais um caso), Redondo (mais um caso), Crato (mais um caso) e Arraiolos (mais um caso); entraram na lista Nisa (quatro casos) e Vila Viçosa (três casos).

Assim, os 32 concelhos alentejanos com maior número de infetados, segundo a contagem da DGS em 14 de setembro, são Reguengos de Monsaraz (168), Évora (132), Moura (115), Santiago do Cacém (84), Odemira (64), Mora (59), Montemor-o-Novo (56), Alcácer do Sal (48), Grândola (41), Sines (34), Beja (30), Elvas (26), Portalegre (25), Arraiolos (20), Serpa (20), Redondo (19), Ponte de Sor (15), Vendas Novas (11), Almodôvar (10), Gavião (9), Campo Maior (8), Crato (7), Mourão (7), Cuba (7), Portel (6), Ferreira do Alentejo (6), Aljustrel (6), Estremoz (4), Nisa (4), Vila Viçosa, (3), Alandroal (3) e Viana do Alentejo (3).