Utentes do lar de Évora avaliados no hospital

Tal como a Rádio ELVAS noticiou ontem (ver aqui), um surto de Covid-19 num lar de idosos, situado na periferia da cidade de Évora, já fez 39 infetados, 29 utentes e 10 funcionários.

O surto foi detetatdo depois de um dos idosos se ter deslocado ao Hospital do Espírito Santo onde testou positivo ao novo coronavírus.

O presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, em declarações aos jornalistas, esclareceu que “se tratava de um espaço não licenciado para o tratamento de idosos e que está a ser avaliada a possível evacuação do lar”.

O presidente da Câmara de Évora garantiu ainda que “vários equipamentos na cidade estão prontos para receber doentes covid-19 e não covid-19″ e que as autoridades estão a tentar encontrar o local mais adequado para os idosos”.

“Está a ser feita uma avaliação por parte da Saúde Pública à situação de cada um dos utentes, se há condições ou não no lar e se terá de haver uma evacuação”, afirmou o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá.

Carlos Pinto de Sá refere que atualmente “há uma grande dificuldade em encontrar pessoal para trabalhar, uma vez que os funcionários do lar estão, na sua maioria, infetados”.

Entretanto, de acordo com o site noticiasaominuto, os utentes do lar infetados com Covid-19 foram transportados para o hospital da cidade para “confirmação de eventuais critérios de internamento” nesta unidade.

A situação está a ser coordenada pela Saúde Pública, Segurança Social, Proteção Civil e Câmara Municipal de Évora.