João Muacho: obra na Capela dos Ossos “melhora turismo religioso”

A obra de recuperação da Capela dos Ossos da Igreja Matriz, e de beneficiação de alguns espaços anexos, em Campo Maior, já começou. Esta capela surge na sequência de uma explosão onde muitos campomaiorenses perderam a vida e mais tarde foi construída com as ossadas.

João Muacho, presidente da Câmara de Campo Maior, refere que o objetivo “é conservar a capela dos ossos e iluminar as barreiras arquitetónicas que ainda hoje existem”. Também com este investimento pretende-se “ter mais oferta turística para que quem visita Campo Maior tenham maior oferta a nível religioso”, diz João Muacho.

“Dentro de seis ou sete meses”, a reabilitação pode estar “numa fase muito próxima de estar concluída”, afirma o presidente.

A obra tem um custo total de 231 mil euros e é comparticipada em 75% por fundos comunitários, e resulta de um protocolo entre o município de Campo Maior e a Fábrica da Igreja de Nossa Senhora da Expectação.