Campanha “Cinto-me vivo” sensibiliza para uso de dispositivos de segurança

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançam hoje a Campanha de Segurança Rodoviária “Cinto-me vivo”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2020.

A campanha, que decorre até dia 14, “tem como objetivo alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para a importância de utilizarem sempre os dispositivos de segurança”, de acordo com Alexandra Henriques, Diretora de Divisão de Assessoria, Comunicação, Inovação e Projetos Especiais da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária

O Tenente coronel Paulo Gomes, chefe da divisão de trânsito e segurança rodoviária da Guarda Nacional Republicana (GNR), explica que a força de segurança “vai intensificar a fiscalização rodoviária alertando os condutores para o facto da utilização dos dispositivos de segurança poderem salvar vidas”.

“Esta campanha pretende aproveitar uma fase em que a vida das pessoas começa a regressar à normalidade, com o regresso ao trabalho e às aulas, para relembrar que os dispositivos de segurança não evitam acidentes mas permitem que os danos sejam menores”, de acordo com o Intendente Nuno Carocha, do Gabinete de Imprensa e Relações Públicas, da Direção Nacional da PSP.

No mês em que muitos portugueses retomam as deslocações para o trabalho e para a escola, a ANSR, a GNR e a PSP sublinham a importância dos dispositivos de segurança, uma vez que:

– Num embate frontal a 50 Km /h uma criança pode sofrer lesões equivalentes a uma queda de um terceiro andar. Utilize sempre uma cadeirinha homologada e adaptada ao tamanho e peso da criança, devidamente instalada;

– Num embate a 50 km/h, uma pessoa sem cinto é projetada exercendo uma força de duas toneladas, podendo causar trauma grave nos ocupantes do veículo, em particular os da frente. Utilize sempre o cinto de segurança, em todos os lugares do veículo, e em todos os percursos, mesmo nos de curta distância;

– O capacete devidamente ajustado e apertado reduz em 40% o risco de morte em caso de acidente. Use o capacete de modelo aprovado devidamente ajustado e apertado.

A campanha decorre entre hoje e a próxima segunda-feira, dia 14.