Torre de Palma (Monforte) em projeto de turismo arqueológico

O projeto “Turismo Arqueológico no Alentejo: Presente ao Passado”, cuja candidatura já foi aprovada, resulta de uma parceria entre o Campo Arqueológico de Mértola, a Direção Regional de Cultura do Alentejo, a Universidade de Évora e a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, e municípios da região Alentejo.

Este projeto tem como principal objetivo reativar itinerários arqueológicos do Alentejo com uma forte aposta na tecnologia e modernização.

Um dos municípios parceiros é o de Monforte, sendo que existia um projeto semelhante que data dos anos 90, daí a necessidade de formular uma nova candidatura adaptadas aos novos tempos.

Mariana Mota, vereadora da cultura na Câmara de Monforte afirma que no concelho de Monforte “o projeto assume importância pelas ruínas da Torre de Palma, e prevê a criação de uma plataforma digital, de plantas interativas e reconstituição virtual dos locais arqueológicos, sendo este um projeto apetecível, que valoriza o território”.

Relativamente à vila romana de Torre de Palma, “o projeto permite um maior conhecimento do local, e mais completo a quem visita os espaços”, explica Mariana Mota.

São também parceiros no projeto os municípios de Campo Maior, Montemor-o-Novo, Beja, Mértola, Ourique, Santiago do Cacém e Vidigueira.